terça-feira, maio 21, 2024
InícioCatolicismoOrações DiáriasOração da Noite: Entregando o Cansaço e Buscando Renovação

Oração da Noite: Entregando o Cansaço e Buscando Renovação

Uma reflexão para encerrar o dia em gratidão e perdão, renovando a esperança e o propósito para amanhã.

Oração da Noite

Na quietude da noite, encontramos um momento especial para nos conectarmos com o divino. A Oração da Noite é um instante de entrega, gratidão e perdão, no qual depositamos nas mãos do Pai todo o cansaço acumulado ao longo do dia. É um momento de reconhecer as bênçãos recebidas e pedir perdão por nossas faltas.

Ao agradecer pela esperança que animou nossos passos e pela alegria que presenciamos nos rostos das crianças, sentimos uma profunda gratidão pela vida e por cada experiência vivida. Reconhecemos também o exemplo inspirador que recebemos dos outros, mesmo nos momentos de sofrimento.

Com humildade, pedimos perdão pelas nossas falhas: pelos momentos em que esquecemos que somos irmãos e não filhos únicos, pela falta de colaboração e pelo desgosto que não conseguimos evitar. Buscamos a renovação, libertando-nos do peso que aprisiona a mensagem do Amor Divino em nossos corações.

Ao encerrar a oração, depositamos nossos propósitos nas mãos do Pai e pedimos que ao despertar, sejamos envolvidos por um novo entusiasmo. Que o próximo dia seja vivido com consciência, comprometimento e um contínuo “sim” aos desafios e oportunidades que surgirem.

ORAÇÃO DA NOITE

Boa noite, Pai. Chega ao fim o dia e entrego-Te o meu cansaço. Obrigado por tudo e perdão. Agradeço a esperança que hoje animou os meus passos. Pela alegria que vi no rosto das crianças. Agradeço o exemplo que recebi dos outros. Agradeço também pelo que me fez sofrer… Obrigado, porque naquele momento de desânimo Lembrei-me de que Tu és meu Pai. Agradeço pela luz, pela noite, pela brisa, pela comida, Pelo meu desejo de superação. Obrigado, Pai, por me teres dado uma mãe Compreensiva e carinhosa. Perdão também, Senhor… Perdão pela minha expressão carrancuda. Perdão por ter esquecido que não sou filho único, Mas irmão de muitos. Perdão, Pai, pela falta de colaboração, Pela ausência de espírito de servir. Perdão por não ter evitado aquela lágrima, aquele desgosto. Perdão por ter aprisionado em mim a Tua mensagem de Amor. Perdão por não ter estado disposto a dizer “sim”, como Maria. Perdão por aqueles que deveriam pedir-Te perdão E não se decidem a fazê-lo. Perdoa-me, Pai, e abençoa os meus propósitos para o dia de amanhã. Que ao despertar, um novo entusiasmo me domine. Que o dia de amanhã seja um contínuo “sim”, numa vida consciente. Boa noite, Pai. Até amanhã.

DESTAQUE

MAIS LIDOS